terça-feira, janeiro 29, 2008
 
:: Meu irmão

Eu poderia usar um bocado de termos para descrevê-lo. Corisco, comanche, folião, crazy-legs, zabibão*, caga-regra, chato pra caralho, legal pra caralho, o melhor dançarino hetero do mundo depois do Michael Jackson (Michael, hetero? Dúvidas, dúvidas...). Mas para termos um ponto nesse post, vou defini-lo assim: meu irmão é aquele cara fácil de se presentear. Tem bom gosto e é transparente, do tipo que traz todas as preferências da vida estampadas na cara (e nos braços, e nas camisetas...). 5 minutos de conversa e tem-se um perfil bem razoável de sua pessoa.

Pois bem. Acontece que ele acaba de fazer 30 anos (parabéns, queridão!). Aniversário alheio sempre me deu uma gastura terrível porque acho dificílimo escolher presente, mas com meu irmão não. Com meu irmão não tem como errar, simplesmente não tem. Então chegou o seu aniversário e todo mundo sabia de algum presente bacana e que fosse a cara dele.

Livros, esse ano, foram 4 - um deles dado por mim, inclusive. São eles: a biografia do Tim Maia. A biografia do Tim Maia. Depois a biografia do Tim Maia e por fim a biografia do Tim Maia. Praticamente um conspiração. E vale ressaltar ainda que uma semana antes do seu aniversário ele não se conteve e comprou, adivinhem, a biografia do Tim Maia!

Então eu percebo que o meu conceito de "fácil de se presentear" precisa ser revisto urgentemente. E me dou conta de que com toda certeza vou ganhar um exemplar da biografia do Tim Maia no meu aniversário.




*do árabe Zabib (ou coisa parecida). Termo muito usado pela minha avó, assim abrasileirado mesmo, fulano é um zabibão, querendo dizer pseudo-sabichão, dono da verdade, metido sem base.