quinta-feira, março 22, 2007
 
:: Antes de tudo devo apresentar Pâmela, meu Id grávido.

O Id serve basicamente pra levar a culpa por todas as coisas feias, impulsivas e patéticas que um ser humano faz. No caso de uma grávida, essas coisas são muitas, então você dá um nome pro seu Id, cria com ele uma relação de coleguismo e vocês vivem em harmonia. Trate bem seu Id, porque ele ainda vai ser muito útil pra livrar sua cara nas horas de aperto.

Por exemplo: É Pâmela quem assiste escondida aquele programa que mostra os partos mais pavorosos da história da medicina. É ela quem chora na frente da tv quando a criança nasce cabeça-de-cone. Ela fica mal-humorada sem razão aparente, destrata pessoas queridas, arrota, peida, exagera enjôos para causar pena. Ela tem ímpetos violentos, brutais mesmo, quase psicopatas. Ela faz a louca e põe a culpa nos hormônios. E faz tudo isso com cara de Virgem Maria, a cínica. E o melhor é que ninguém ousa falar um ai, porque ela tá grávida e todo mundo sabe que as grávidas são seres de luz e podem tudo, TUDO nessa vida.

Ter Pâmela ao meu lado é libertador e me torna uma pessoa melhor. Super recomendo. Pena que você não está grávido e não pode ter uma pra você.