quinta-feira, julho 13, 2006
 
:: vanucci em linha reta



eu sou fã do vanucci. não pela pinga que o cara esponjou. mas porque ele representa toda aquela classe de malvindos ao mundo. fernando pessoa já dizia em seu poema em linha reta: " Quem me dera ouvir de alguém a voz humana/ Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;/ Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia! / Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam. /Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?".

não dá para imaginar alguém como willian bonner ou o casoy ou a white fibe ou aquela padrão fazer coisa semelhante. eu não dou crédito alguma eles! são todos semideuses!!!

o que o vanucci não sabia era que, em época pós-moderna, ao vivo é dejavu.