quinta-feira, setembro 29, 2005
 
:: ética

nesses tempos de crise política no país (nem sei se a palavra crise é a mais adequada, gosto mais de enfrentamento) está passando nas madrugadas de segunda-feira a série "ética" na tv cultura. produzida no começo dos anos 90 pelo o2, a série tem um tratamente gráfico e sonoro muito sofisticado para a época e dá um ritmo dramático para os discursos filosóficos de grandes pensadores brasileiros.

mas não se trata de meramente "política", pelo menos, não a que conhecemos pela mídia em geral. ética nos deixa numa trama de pensamentos que vão desde a necessidade de ser feliz do homem até a tão conturbada democracia.

abro dois momentos que me emocionam: o primeiro é do professor antonio cândido questionando o simplório racicionio da maioria em geral que o que é ético é ultrapassado. ele menciona que conceitos que hoje são éticos foram muitas vezes anti-éticos em outros tempos. e nos alerta para a pratica da boa ética que muitas vezes é subversiva.

o segundo momento é a professora marílena chauí discorrendo sobre a busca do ser humano pela felicidade. sempre a vejo como uma professora muito séria no sentido humor. ela abre um sorriso para falar de felicidade. é uma das coisas mais emocionantes na tevê brasileira.

p.s. e faça-me o favor, revista veja. sugerir que a marílena chauí está gaga tirou qualquer crédito e consideração que tenho. a reportagem pode ter sua opinião, mas é tão criança, os argumentos tão simplórios que chego a pensar se esses jornalistas sabem o que é filosofia.