quarta-feira, setembro 14, 2005
 
:: sobre ismael silva ainda e futebol

num desses documentários tendenciosos dos canais de esporte para já vender a copa de 2006, ouvi uma história do famoso jogador húngaro puskas. como não podiam receber altos salários, os esportistas de regimes comunistas tinham cargos políticos-militares em troca de representação por seu a país. um dia, vendo seu companheiro de time sofrer com uma tuberculose, puskas que quase nunca usava uniforme militar, vestiu-se adequadamente e foi até o gabinete do ministro da defesa. esperou ser recebido. impaciente, simplesmente entrou no escritório e pediu que seu companheiro recebesse tratamento urgente. no dia seguinte, o doente foi transferido no mais moderno hospital militar.

tudo isso para falar sobre "antonico", esse clássico no qual ismael pede para o tal que ajudasse seu amigo nestor, aquele que toca cuíca, surdo e tamborim. dentro das temáticas usuais do samba, essa música é preciosidade porque simplesmente desloca o drama da pobreza para a fala de um terceiro, um amigo, um companheiro de samba-futebol.

se tiverem paciência, baixem aqui.