sábado, agosto 07, 2004
 
::Blogada apelativa pra vocês se comoverem e me perdoarem por ter desaparecido.

É, ando sumida mesmo. Estou envergonhadíssima pelos canos que venho dando nos meus amigos, mas peço a compreensão de todos para esse momento meio torto da minha vida.
Tenho passado meus dias num estado de sono patológico, preguiça cavalar e mau humor senil. Não tenho mais idade/paciência/saúde pra tomar trote de adolescente abobado. Bixete forgada é a puta que pariu, tô acordando às 6 e meia da manhã, cacete! Vai jogar tinta no cú da senhora sua mãe! Não, simplesmente não dá, tolerância zero.
E aí tem a tal faculdade de gastronomia. Por enquanto, só aula teórica. Mas me fizeram comprar um uniforme anti-chamas, o que me assustou um pouco. Não sei se estou gostando. Muito caro, muito longe, muito cedo pra mim. Curiosamente, o momento gastronomicamente mais feliz dos meus dias é a hora das rosquinhas na estação de trem, já que não tenho mais dinheiros para comprar comida de gente.
Além disso, tomo choques diariamente nas portas da MTV. Meus pais estão chatos. Meu cachorro idoso anda largando dentes por aí. Essa semana eu tive que assistir TODOS os clipes do Ricky Martin. A vida realmente não está fácil.

Mas...
(só pra provar que eu não sou amarga):
Ando rindo muito ultimamente. E ouvindo coisas sensacionais: Movin' on up, do Primal Scream (levada meio gospel, indicação antiga do Marcio que só agora eu conheci), Fell in love with a boy da Joss Stone (francamente, deixou White Stripes no chinelo...) e Dama Tereza, do Sabotage (samba-rap do mais alto gabarito - e, se não me engano, bem antes do D2). Recomendo.

Enfim, é isso. Vou tentar voltar a aparecer por aqui com freqüência, mas não sei se consigo. Além da falta de tempo, peguei um certo bode de computador. Daqui a pouco passa...