quinta-feira, outubro 09, 2003
 
:: Dirty Dancing

("Now I've had the time of my life, no I never felt like this before..." - contenham as lágrimas por favor!)

Sexta passada fiz uma das balada mais estranhas e - por que não dizê-lo? - EMOCIONANTES da minha vida.

Caí com as meninas da ECA, meio sem querer, numa baladinha trash 80's (não a Trash 80's original, do bar Caravaggio, mas uma Trash 80's "primo pobre", digamos, no bar em frente). Só que era uma festa fechada, num bar minúsculo. E a fantasia. De um lado uma Paquita, do outro a Cheetara (dos Thundercats - genial!), vez ou outra passava um Cazuza, e muita ombreira, e muita meia arrastão, e muito topetinho new-wave. E nós, 5 biconas SEM FANTASIA, destoando horrores do resto da festa (menos a Nívea, lógico, a Nívea vestida "normalmente" dava um pau em muito gente ali), dançando ali num cantinho, tentando não chamar muita atenção, com medo da dona da festa enxotar a gente de lá.

Pois bem. Aí começa a diversão.

A certa altura umas meninas começam a cutucar todo mundo, pedindo pra abrir a pista pq ia rolar uma performance (...medo!).

E surge no meio da pista, agachada, uma garota de collant preto e polainas! E COMEÇA A TOCAR FLASHDANCE! A menina era profissional, acho que nunca fez nada da vida a não ser dançar Flashdance com espacate e tudo, um belo espetáculo, ela foi aplaudida com fervor no final, eu já tava quase chorando ali quando começa a tocar SMOOTH CRIMINAL e entra um guri de de jaqueta vermelha fazendo moonwalk. E agora vem o mais incrível: pouco a pouco, a galera da festa começa a entrar na coreografia. ENSAIADOS! No fim eram umas 15 pessoas dançando juntas, e dançando bem, parecia um clipe sendo encenado ao vivo, arrepios.

Aí chegamos à brilhante conclusão: aquele povo não era turma de colégio, ou de faculdade, ou do clube. ERA UMA TURMA DE JAZZ!!! Só podia ser, a gente devia ter desconfiado antes: muito viado, muito homem de barriga de fora, os caras dançando muito bem, e bem mais mulher do que homem. Fora que nada é mais anos 80 do que dançar jazz!

Enfim, depois disso a gente despirocou também, fizemos até desfile quando tocou George Michael e demos show com a coreografia de Ilariê (descoberta estarrecedora: Joana é uma paquita-profissional, sabe todas as coreografias da Xuxa, é assustador!), a festa já miada e as 5 lá bem animadonas, no final veio a aniversariante, "vocês são amigas de quem?" e a Pri responde na lata, "ah, somos amigas entre a gente mesmo..." (anotação mental: nunca mais deixar a Pri beber dry martini), bastante constrangedor - se bem que àquela altura do campeonato já não fazia mais diferença, nós já éramos praticamentea a maioria da festa. E foi legal pra caralho, e eu recomendo a todos do fundo do meu coração que um dia entrem de bicão numa festa da Turma do Jazz!