segunda-feira, abril 07, 2003
 
::MALANDRO É MALANDRO, MANÉ É MANÉ
(ao som de Bezerra da Silva)

- Mãe, meu celular quebrou, vou comprar um novo.
- Quebrou como?
- A bateria tá podre. Ele praticamente só funciona na tomada, não tá recarregando.
- Troca a bateria.
- Ah, não adianta, vai quebrar de novo! Esse modelo é muito velho, sabia que minha amiga que tem um desses foi assaltada e o ladrão não quis levar o celular dela?
- Bom, então tá, ué. O dinheiro é seu, gasta como quiser.

(...)

- Mãe, olha que máximo, eu comprei outro celular e habilitei o antigo como pré-pago! E já veio com um mês de crédito grátis! Praticamente ganhei um celular!
- E pra quê você quer dois celulares?
- Ah, eu posso dar pro papai!
- Mas ele não tava podre, quebrado, estragado?
- Também não é assim... a bateria tá um pouco gasta, mas ainda dá pra usar...
- ...
- E também, qualquer coisa é só comprar outra bateria, ué! Simples!

E saiu saltitando, toda malandrona. Ra-ra-ra. O mundo é dos espertos.