domingo, março 30, 2003
 
:: Top nº1

(ao som de Patife)

Há um bom tempo não sentia uma emoção como a de hoje. Sumi daqui por uns dias, meu humor não estava pra peixe. Resolvi me ausentar. Mas hoje as coisas começaram a mudar de cara, de novo. A minha vida está um pouco assim. Mutante. Instável. Estranha. Neste final de semana neguei uma viagem para o paraíso perdido – minha casa no Bonete, Ubatuba. Um dia vou falar sobre isso aqui, longamente, com direito a foto e tudo! Tinha um compromisso inadiável: minha estréia no programa de rádio na Nove de Julho, 1600 AM. Ok, é uma rádio de bispos, tem todo aquele clima superultra-mega católico. Mas nosso programa “Puc no Ar” quebra um pouco disto. E ainda com o plus de que começa logo após a transmissão dos jogos de futebol, o ibope é garantido. A rádio é linda. Hoje, mais do que nunca, tive muita certeza de que rádio é a minha praça. Tenho em mente a colaboração em um programa que chama "Ciranda da Comunidade", que rola de manhã. Eu entraria de repórter ao vivo, pelo telefone, com dicas culturais e econômicas. Imagina que genial? Estou ansiosa.... Sou ansiosa.... Putz! Pauta pra terapia.... Tava precisando de uma mesmo. Enfim, o programa deu supercerto fora meu nervosismo com a minha voz aguda! haha